Dicas de Viagens
• DICAS PARA QUEM VAI VIAJAR PARA O EXTERIOR
Nos últimos anos, a maioria dos países no mundo tem adotado medidas mais rígidas no controle de entrada e circulação de estrangeiros nos seus territórios. Por isso, quando você for viajar ao exterior, a lazer, estudo ou trabalho, cuidados redobrados devem ser tomados antes da sua partida. Seguem algumas recomendações:

• Cada país usa diferentes critérios e exigências para a entrada e permanência de estrangeiros. Certifique-se junto à Embaixada ou Consulado do país para onde for viajar sobre quais são esses requisitos, dependendo do objetivo da sua viagem.

• Não viaje com visto de turista caso seu objetivo seja estudar ou trabalhar no país de destino. Você poderá ser preso e deportado.

• Alguns países não exigem visto para turistas brasileiros. Essa dispensa não serve para quem for estudar ou trabalhar.

• Ter um visto ou estar dispensado do visto não dá direito à entrada automática naquele país. A decisão final sobre sua entrada somente é dada no ponto de entrada pela autoridade migratória. É decisão soberana de todo país aceitar ou não a entrada de cada estrangeiro no seu território. A desconfiança sobre os reais motivos da ida ao país é motivo suficiente para não permitir a entrada do estrangeiro. Adote sempre tom respeitoso e evite cair em contradições nos contatos com as autoridades estrangeiras.

• Da mesma forma, as Embaixadas e Consulados não são obrigados a dar os vistos solicitados. A recusa em conceder um visto não necessita ser justificada.

• Desconfie de intermediários que prometem levar você a algum país sem os documentos exigidos. Trata-se de imigração ilegal e você poderá acabar preso naquele país.

• O tempo que você poderá ficar no país de destino será determinado pela autoridade migratória no ponto de entrada. Verifique bem qual foi o prazo autorizado no seu caso.

• Leve consigo os endereços e telefones das Embaixadas e Consulados brasileiros no seu país de destino. Em caso de dificuldade não hesite em contatá-las.

• Caso venha a ser detido por alguma autoridade estrangeira, você tem o direito de pedir para telefonar para sua Embaixada ou Consulado. Faça uso desse direito!

• Quando viajar, leve sempre cópia dos seus documentos (carteira de identidade, título de eleitor, certificado de alistamento militar, certidão de nascimento ou casamento). Eles serão necessários para tirar novo passaporte no exterior em caso de extravio do anterior.

• Todos os países adotam penalidades extremamente rigorosas de punição ao tráfico de drogas, sendo que alguns países aplicam a pena de morte a casos assim, independentemente do alegado desconhecimento quanto à legislação local.

• Não viaje para regiões conflagradas ou conturbadas. Na dúvida, consulte antes o Ministério das Relações Exteriores.

Fonte: Divisão de Assistência Consular (DAC)
• FAÇA UM "CHECK LIST" DO QUE VOCÊ NÃO PODE ESQUECER
Documentos
Com antecedência ao embarque, verifique a data de validade de seu passaporte e visto, inclusive os países que exigem vistos simples e de múltiplas entradas. É muito importante entender que a validade do passaporte, não tem nada a ver com a validade de vistos. Cuidado par não perder a viagem.
Sempre que viajar, leve cópia de sua documentação : passaporte, garantia de compra de traveller checks, cartão de crédito, carta de confirmação do curso, confirmação da acomodação, voucher do hotel, etc.
Brasileiros menores de 18 anos, embarcando para o exterior desacompanhados de seus pais ou com um deles apenas, precisam apresentar autorização de viagem desacompanhada com firma reconhecida ou autorização judicial. Em caso de morte de um deles, o atestado de óbito deverá ser anexado a esta autorização. Esta é uma exigência da Polícia Federal do Brasil.

Acomodação
Carregue consigo sempre, um cartão do hotel onde está hospedado. Você poderá se perder na cidade e não saber sequer o nome do hotel. Geralmente você pode adquirí-lo na recepção do mesmo ou em seu próprio quarto.
Normalmente é exigido a apresentação da confirmação da acomodação contratada (voucher) na chegada.

Seguro-saúde
Nunca viaje sem um plano de saúde com cobertura internacional (seguro de viagem). Agências de turismo e de intercâmbio oferecem este produto para todas as ocasiões.
Verifique sempre como deverá proceder em caso de necessidade (telefone de contato, reembolso, etc.).
Caso necessite levar medicação restrita ou específica, sugere-se que a receita médica acompanhe a mesma, preferencialmente traduzida para o idioma do país de destino ou pelo menos em inglês

Aeroporto
Procure chegar ao aeroporto 3 horas antes do horário de embarque (4 horas durante períodos de alta estação). As companhias aéreas, principalmente as internacionais, fazem várias perguntas aos passageiros, para garantir a segurança e às vezes pede que sua bagagem seja aberta para fiscalização.
Recomendamos reconfirmar seu voo com 24 horas de antecedência junto às companhias aéreas.

Bagagens danificadas devem ser reclamadas imediatamente a um funcionário da companhia aérea, antes de deixar o aeroporto.
Grávidas a 8 semanas do parto ou menos, precisam de atestado médico com autorização para viajar.

Todas as companhias aéreas dispõem de normas específicas de transporte de bagagem. Peso, tamanho e volume das mesmas diferem de companhia para companhia. Excesso de bagagem é taxado por quilo extra. Lembre-se de reservar alguns dólares para esta situação.

Pranchas de surf, bicicletas e equipamentos esportivos de grande porte são taxados no check-in e são considerados volumes extras, mesmo que você não esteja despachando mala alguma. O custo varia de acordo com a companhia aérea.

Reconfirme a franquia de bagagem das companhias aéreas, elas podem não serem as mesmas quando o roteiro incluir mais de um vôo.

Verifique o estado de suas malas. Caminhar em aeroportos pode ser um grande transtorno e esforço, se as mesmas não tiverem rodinhas ou se o aeroporto não oferecer carrinhos para o transporte (reserve algumas moedas ou dinheiro trocado, pois nestes casos o uso do carrinho pode ser pago).

Transporte de alimentos perecíveis, remédios restritos, armas, objetos pontiagudos, plantas, animais, artigos perigosos e de valor, obedecem à normas específicas de países e companhia aérea.

Transporte
Locomover-se de metrô em grandes cidades no exterior ajuda bastante, mas poderá ser um grande transtorno se você não tiver um mapa do percurso. Retire o mesmo nas estações de metrô ou na recepção de seu hotel e estude o roteiro que deseja fazer com antecedência para não se perder ou perder tempo. Informe-se nas estações de metrô, bilhetes com tarifas reduzidas para estudantes e bilhetes com tarifas semanais e mensais, você certamente economizará bastante.
Reserve sempre dinheiro trocado e moedas para o transporte de ônibus, em muitos países não existe a possibilidade de troco dentro do veículo.

Check list
Use este check list para não se esquecer de nada antes de embarcar:
• Passaporte: verifique a data de validade
• Cópias de documentos importantes
• Visto de entrada do país de destino: verifique a data de expiração
• Autorização de viagem desacompanhada dos pais para menores de 18 anos
• Passagem aérea
• Confirmações de curso e acomodação: fique atento a data de início
• Voucher de hotel
• Voucher de aluguel de carro
• Guia turístico da cidade ou país de destino
• Identificação de bagagem, cadeados e bagagem de mão
• Carteirinha de Seguro Saúde Internacional: leia a apólice e verifique os telefones de contato e de emergência
• Cartão de crédito, travel checks, moeda corrente do país: lembre-se de levar dinheiro trocado
• Roupas adequadas ao clima do país de destino
• Remédios de uso pessoal: monte uma farmacinha com medicamentos de primeiras necessidades e com o que está acostumado a tomar. Lembre-se que medicamentos restritos devem ser acompanhados de receita médica.
• SAIBA CONTROLAR MELHOR SEUS GASTOS
Cartões de viagens pré-pagos são ótimas opções para substituir o cartão de crédito internacional
Para facilitar a administração de gastos durante viagens ao exterior, a Pedra Bonita, apresenta dicas aos turistas que pretendem sair do País neste momento de oscilações do dólar e de outras moedas.

Muitos acreditam que, entre as alternativas para pagamento de despesas internacionais, a melhor escolha é o cartão de crédito habilitado para este uso. Porém, além de o uso contínuo destes cartões implicar no pagamento de taxas, o valor da fatura varia com o câmbio de acordo com o dia de pagamento. É importante ressaltar que a cotação do dólar no dia de fechamento da fatura é quase sempre diferente do dia de pagamento da mesma, dificultando o controle dos gastos.

Uma excelente forma de pagamento de despesas no exterior, mas pouco conhecida entre os turistas, é o cartão de viagens pré-pago em moedas estrangeiras, que pode ser usado para saque e débito na moeda do local de destino. A Pedra Bonita oferece este produto, através da Confidence Câmbio, que é um cartão de bandeira Visa, aceito para compras em quase 30 milhões de estabelecimentos e para saque em mais de 1 milhão de caixas automáticos em todo o mundo. Moderno e prático, pode ser carregado em dólares americanos, euros ou libras antes e durante a viagem, de acordo com a conveniência do cliente, além de possuir senha e assinatura, o que oferece segurança em casos de extravio. Outras características que beneficiam os usuários são a isenção de anuidade e as taxas inferiores – enquanto no cartão pré-pago é cobrada taxa de 0,38% de IOF para as cargas, no cartão de crédito a IOF é de 2,38% sobre todas as transações. Entre as vantagens, destacam-se ainda o acesso ao saldo e ao extrato online, a reposição em caso de perda ou roubo e um programa de assistência emergencial global.

Além do cartão leve moeda corrente do país de destino em espécie, pois, assim, evita-se despesas desnecessárias com a troca de moedas durante o tempo de permanência fora do Brasil. Para isso, a companhia oferece a opção de troca de mais de dez tipos de moedas estrangeiras e proporciona a comodidade da entrega de valores em nível nacional, o que garante segurança e agilidade para os clientes.
• DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA EMBARQUE DE MENORES EM VIAGEM AO EXTERIOR?
O novo passaporte, de cor azul, não traz a informação de filiação do viajante. Portanto, para os menores de idade, viajando ou não acompanhados dos pais, além de passaporte válido, é necessário apresentar no check-in o RG ou certidão de nascimento originais. Isso é imprescindível.
• DIREITOS E DEVERES DOS PASSAGEIROS
Reclamação no caso de mau atendimento nos aeroportos

O que fazer em caso de mau atendimento?

O passageiro, se precisar, poderá buscar auxílio da autoridade aeronáutica, procurando o Fiscal de Aviação Civil da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), na Seção de Aviação Civil (SAC), localizada nos principais aeroportos brasileiros. 



Como reclamar junto a ANAC? 

Portaria nº 676, que aprova as Condições Gerais de Transporte



A ANAC recebe por mês dezenas de reclamações vindas de usuários do transporte aéreo. Cabe a ANAC apurar os fatos e tomar as medidas necessárias, que vão desde advertências a punições, gerando multas.



O usuário do transporte aéreo pode fazer suas reclamações via Internet, preenchendo o Formulário On-line de Reclamações disponível no site da ANAC (www.anac.gov.br), e receber o posicionamento do andamento do processo via e-mail. Pode também fazê-las preenchendo o Impresso de Sugestões e Reclamações (ISR) junto às Seções de Aviação Civil (SAC) dos aeroportos ou a Gerência Regional de Aviação Civil (GER).



Informações acima extraídas do site www.anac.gov.br
• EXTRAVIO DE BAGAGEM

EXTRAVIO - NACIONAL
Caso ocorra extravio da bagagem, o passageiro deve seguir os seguintes passos:

a. Procurar a Empresa Aérea para reclamar sobre sua bagagem. Lá o passageiro(a) deverá preencher o (RIB) REGISTRO DE IRREGULARIDADE DE BAGAGEM. Se a empresa aérea deixar de cumprir com as suas obrigações, veja abaixo como reclamar oficialmente junto a ANAC. A reclamação será encaminhada ao Presidente da Empresa envolvida, através de documento oficial.

b. Configurado o extravio de bagagem, o passageiro terá que ser indenizado pela empresa em até 150 (cento e cinqüenta) Obrigações do Tesouro Nacional (OTN). Vale informar que todo passageiro tem a opção de declarar os valores atribuídos a sua bagagem, antes do embarque, e pagar uma taxa suplementar (uma espécie de seguro) estipulada pela empresa. Se este é o seu caso, o passageiro terá que receber valor declarado e aceito pela empresa. Também é importante que o passageiro saiba que a empresa tem o direito de verificar o conteúdo da bagagem, sempre que houver valor declarado.

Atenção! Ficam de fora desta declaração os objetos considerados de valor, como jóias, papéis negociáveis ou dinheiro. Estes objetos devem ser carregados na bagagem de mão.
Portanto, cuidado!
A empresa está isenta de responsabilidade sobre a perda ou dano destes objetos.

c. No caso de dano à bagagem, o passageiro(a) deverá seguir o mesmo roteiro do item "a". A ANAC informa ainda que somente serão considerados, para efeito de indenização, os objetos destruídos ou avariados.

EXTRAVIO - INTERNACIONAL
a. No caso de vôos internacionais, a Convenção de Varsóvia limita a responsabilidade da empresa em USD 20 (vinte dólares norte-americanos) por quilo de bagagem extraviada. Também aqui o passageiro poderá optar por efetuar o despacho de seus pertences, resguardando-se por uma declaração especial de interesse na entrega de sua bagagem. Este documento discrimina minuciosamente o conteúdo da mala. Somente com esta declaração, o passageiro poderá ser indenizado, prevalecendo a responsabilidade do transportador sobre os bens ali contidos. Se o passageiro não fizer a declaração especial de interesse na entrega e não pagar taxa suplementar, não terá direito ao ressarcimento à indenização integral e sim à indenização limitada (vinte dólares por quilo).

Como reclamar junto a ANAC?
Portaria nº 676, que aprova as Condições Gerais de Transporte

A ANAC recebe por mês dezenas de reclamações vindas de usuários do transporte aéreo. Cabe a ANAC apurar os fatos e tomar as medidas necessárias, que vão desde advertências a punições, gerando multas.

O usuário do transporte aéreo pode fazer suas reclamações via Internet, preenchendo o Formulário On-line de Reclamações disponível no site da ANAC (www.anac.gov.br), e receber o posicionamento do andamento do processo via e-mail. Pode também fazê-las preenchendo o Impresso de Sugestões e Reclamações (ISR) junto às Seções de Aviação Civil (SAC) dos aeroportos ou a Gerência Regional de Aviação Civil (GER).

Informações acima extraídas do site www.anac.gov.br no dia 22/01/2007
• GUIA DE BAGAGEM – ITENS PERMITIDOS E PROIBIDOS
Itens Proibidos

Categoria 1
Armas qualquer arma de fogo; arma de caça; réplica ou imitação de arma, incluindo isqueiro com formato de arma de fogo; arma tipo "paintball" ou similar; arma de mergulho; peça de armas (excluindo lunetas); pistola ou espingarda de ar comprimido; pistola esportiva de partida; pistola de sinalização; dispositivo capaz de gerar corrente elétrica (dispositivo de choque); pistola industrial; bestas; e soqueira de metal.

Categoria 2
Objetos pontiagudos ou cortantes sabre, tesoura, punhal, espada, faca, objeto multifuncional, com lâmina pontiaguda, dobrável ou retrátil, metálica ou não, com comprimento de lâmina superior a 6 cm, sem considerar o cabo ou outra área de empunhadura; lâmina alongada, com ponta arredondada, sem aresta cortante, metálica ou não, com comprimento superior a 10 cm; navalha e lâmina de barbear, excluindo aparelho em cartucho; equipamento para prática de artes marciais; patins de lâmina; ferramentas tais como: furadeira, cortador retrátil, serra; arpão e lança; flecha, dardo, gancho de ferro, machado, rastelo, espora; pegador e furador de gelo; estilete, chave de fenda; cutelos e canivete; haste de esqui; agulhas hipodérmicas (exceto se houver receita médica); agulha de tricô; e agulha de tecer.

Categoria 3
Instrumentos de ponta arredondada alavanca ou barra metálica similar; ferramentas tais como: martelos, alicates, chave de boca; material esportivo que possa contribuir para uma ameaça, tais como remo, "skate", vara de pescar, bastão, cacetete e tacos de bilhar, sinuca, beisebol, pólo, golfe,"hockey" etc; soquete; cassetetes; e equipamento para prática de artes marciais.

Categoria 4
Substância explosivas ou inflamáveis cápsula explosiva; cartucho gerador de fumaça; detonador e fuzíveis; espoleta; explosivo e réplica ou imitação de explosivo; sinalizador luminoso e pólvora; material pirotécnico e fogos de artifício; aerossol de qualquer substância, exceto os de uso médico e de asseio pessoal; bebida acima de 70% do padrão de graduação alcoólica, por volume; material de ignição ou combustão espontânea; fósforo, exceto em unidades acondicionadas em invólucro para uso cotidiano; sólido inflamável, tais como fósforos e artigos de fácil ignição, em qualquer quantidade; líquidos inflamáveis (ex: gasolina, óleo diesel, fluido de isqueiro, metanol); substância, que em contato com água, emita gases inflamáveis; munições e projéteis; gás comprimido de qualquer espécie, tais como: butano, propano, extintores e cilindros de oxigênio em quaisquer quantidades e recipientes; minas, explosivos plásticos, pólvora, dinamite, materiais militares explosivos e granadas; e aerossol, exceto o de uso médico e pessoal.

Categoria 5
Substâncias químicas e tóxicas material oxidante, tal como pó de cal, descorante químico e peróxido; cloro para piscinas e banheiras (Jacuzzi); material corrosivo, tal como mercúrio, ácido, alcalóide, bateria com líquido corrosivo, alvejante, em qualquer quantidade (exclusive instrumentos de medição térmica - termômetro); material infeccioso ou biologicamente perigoso (ex: sangue infectado, bactéria ou vírus); material radioativo (isótopos medicinais e comerciais); "sprays" paralisantes (pimenta e lacrimogêneo); substâncias venenosas (tóxicas) e infecciosas, tais como arsênio, cianidas, inseticidas e desfolhantes em quaisquer quantidades; e extintor de incêndio.

Categoria 6
Outros dispositivo de alarme (excluindo dispositivo de relógio de pulso e de equipamentos eletrônicos permitidos a bordo); e material cujo campo magnético seja suficiente para interferir nos equipamentos das aeronaves e que não estejam relacionados entre os dispositivos eletrônicos permitidos, tais como telefone celular, "laptop", "palmtop", jogos eletrônicos, "pager", que são de uso controlado a bordo de aeronaves. 
 



 
Itens Tolerados


a) atomizadores ("sprays") contendo creme de barbear, perfumes ou outro produto de higiene pessoal, sem que exceda a quantidade de quatro frascos por pessoa e que o conteúdo, em cada frasco,seja inferior a 500 ml ou 500 g;
b) aparelhos de barbear com lâminas um conjunto de lâminas em cartucho;
c) tesouras arredondadas com comprimento inferior a 6cm;
d) canetas tinteiro e lapiseiras pontiagudas, com comprimento inferior a 15 cm;
e) lixa de unha metálica, com comprimento inferior a 6 cm, desde que não tenha aresta cortante ou ponta perfurante;
f) isqueiro com gás ou com fluído, com comprimento inferior a 6 cm, na quantidade máxima de um por pessoa.


Conteúdo extraído do site www.anac.gov.br
    Clique aqui e faça a sua reserva para uma das nossa viagens. Se preferir ligue: (71) 3525-8888
    Compartilhe com os seus amigos
    Pedra Bonita Viagens e Turismo © 2013. Todos os direitos reservados. Reprodução proíbida
Pedra Bonita